Sejam bem vindos ao Emilia Clarke Brasil, sua mais completa fonte brasileira sobre a atriz Emilia Clarke, mais conhecida pelo seu papel na série de TV "Game Of Thrones" como Daenerys Targaryen. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, canal com vídeos legendados, fotos e muito mais. O nosso site não tem nenhum tipo de afiliação com a atriz, sua família ou seus representantes. Não somos a Emilia e não temos o mínimo de contato com a mesma. Todo o conteúdo do site, fotos, informações, vídeos e gráficos pertence ao site, a não ser que seja informado ao contrário. Site de fãs para fãs, sem fins lucrativos. Divirta-se com variedade de informações!
25 de setembro

Emilia Clarke – conhecida por mostrar força como Daenerys Targaryen e exalando calor em filmes como Last Christmas e Me Before You – não é estranha aos hospitais e profissionais de saúde. Depois de sofrer dois aneurismas cerebrais a partir de 2011, seu caminho para a recuperação a levou a uma profunda apreciação pelos cuidados que recebeu durante sua jornada de volta à saúde – e para permitir que outras pessoas com lesões cerebrais encontrassem recursos semelhantes, a atriz compartilhou em um TIME100 Talks que foi ao ar em 24 de setembro.

As próprias experiências de Clarke forneceram a ela o que ela chamou de uma “espécie de armadura” para enfrentar a pandemia. “Quando você pessoalmente chega muito perto de morrer – o que eu fiz duas vezes – isso traz à tona uma conversa que você tem consigo mesma que vai no tom de: apreço pelas coisas que você tem em sua vida, obrigada pelas pessoas que estão aqui “, ela disse.

SameYou, a instituição de caridade de Clarke para recuperação de lesões cerebrais, tenta ajudar a cumprir esse propósito. Mas, como muitas outras organizações este ano, SameYou sentiu os desafios trazidos pela pandemia COVID-19.

“Pessoas com lesões cerebrais estavam saindo do hospital mais cedo”, disse ela. “Meu coração estava sangrando por todas as pessoas que não conseguiram o que eu consegui.” No entanto, experimentar novas maneiras virtuais de se conectar com pacientes com lesão cerebral apresentou suas próprias qualidades. “O COVID tem sido paradoxalmente um momento incrível para nós realmente avaliarmos isso apropriadamente e vermos: como são as formas, durante uma pandemia global, que podemos alcançar e fazer as pessoas não se sentirem sozinhas?”

Clarke também discutiu o “luto coletivo” que ela acha que todos nós enfrentamos e a empatia que isso pode gerar. “O que pode resultar disso é o conhecimento de que essas coisas que damos tanta importância, as coisas materialistas, ficam em segundo plano”, disse ela. “Quando você se sente mal, quando se sente para baixo, quando se sente triste, quando se sente com medo – acho que há uma configuração social para você pegar mais para consertar, para encobrir. Quando realmente o que você precisa é retirá-lo e ser introspectivo e reflexivo, sempre que possível. Isso é o que vai durar pelo resto da sua vida.”

Enquanto o trabalho de Clarke na câmera estava em espera, ela se manteve ativa lendo poesia em suas redes sociais e participando de coisas como uma mesa de teatro, lendo uma peça com sua amiga e colega Emma Thompson, que também escreveu seu tributo ao TIME100 em 2019, com arrecadação vai para a caridade. E quando se trata de retornar ao showbiz, Clarke – que tem falado sobre os problemas que ela enfrentou no set de Game of Thrones – está otimista sobre como a indústria mudou. “Existem [agora] coisas como treinadores de intimidade, o que é maravilhoso, e algo que estava muito longe da minha experiência”, disse ela.

Ultimamente, ela é particularmente encorajada por movimentos em direção a uma narrativa representativa. “De quem são as histórias que estamos ouvindo? Quem estamos ouvindo? Isso é vital. Inclusão da humanidade – de todos – não há representação suficiente ”, disse ela. “Eu acredito que está chegando. Isso é algo que me interessa, e a forma como o público pode apoiar isso é assistindo as coisas… e dando a elas grandes números de bilheteria. É um negócio. “

Expandir a amplitude das histórias que vemos na tela é bom para todos, ela acrescentou: “O mundo ficará mais rico com isso.”

A abordagem de Clarke agora é uma esperança sincera. “Fico falando as coisas mais cafonas, mas acredito na humanidade, acredito em nós. É assustador que seja necessária uma pandemia global para fazer um bando de nós parar e avaliar e ver o que temos. Mas tenho esperança de que nossos profissionais de saúde e nossos funcionários da linha de frente tenham apoio para sempre ”, disse ela. “Tenho esperança de que, na esteira de Black Lives Matter e tudo o que aconteceu em torno disso, continuaremos a ver histórias de todos. Tenho esperança de que, quando não estivermos lutando contra um vírus que não se importa de onde você vem ou quanto dinheiro você tem, ainda diremos: ‘Oh, estamos do mesmo lado!’ ”

Confira a transmissão completa:

Salvo em: Entrevistas
Emilia Clarke Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D